ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: REFLEXÃO DOS TERMOS DEFINIDORES DO PROCESSO EDUCACIONAL

Aline Aparecida Bissotto, Carina dos Santos, Juliana Henrique Silvério Bernardo

Resumo


O presente artigo tem por objetivo esclarecer, por meio de pesquisa bibliográfica, as principais definições para os termos alfabetização e letramento fundamentados nas teorias dos autores: Emília Ferreiro, Magda Soares e Paulo Freire. O estudo é pautado na abordagem sobre a importância da clareza de tais termos para a prática consciente de educadores, voltado para os anos iniciais de alfabetização. Desta forma o trabalho abrange uma análise comparativa referente a relação entre alfabetização e letramento, ressaltando seus pontos antagônicos e os semelhantes, envolvendo tanto as questões relacionadas ao processo de aquisição da leitura e da escrita quanto sua funcionalidade social. É evidente que a concepção de alfabetização sofreu grande transformação desde o Brasil Colônia, assim consideraremos, brevemente, alguns dos primordiais pontos de transformação na maneira como o ato de alfabetizar foi tratado no Brasil até o contexto atual. Buscamos também, de forma sutil, apontar algumas dúvidas sobre o processo de aquisição do letramento e esclarece-las, pois, ainda percebe-se que é uma palavra nova em nosso país, dissertaremos, inclusive, sobre seu surgimento no Brasil e as consequências dessa recente concepção de educação. Por fim, a presente pesquisa destaca a amplitude de possibilidades do trabalho de alfabetização e letramento e o que a não conscientização da importância de um trabalho pontual por parte do professor pode causar, já que o perfil do aluno recebido atualmente é muito diferente daquele que vigorava na época do início da alfabetização em nosso país.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Ser - Saber, Educação e Reflexão

ISSN: 1983-2591